Carregando as suas casas de colmo e lata às costas, até transformá-las em tijolos e argamassa, ao som de canções e aromas da pesca. Os índios da meia praia, dão o tom e nos ensina muito sobre lutas e união.

|Etapa 12
|Alvor – Lagos | 22 km

Seguir junto ao mar de Alvor até Lagos, é possível contornando a barra marítima pelas zonas húmidas do estuário da Ribeira de Odiáxere, habitat natural de aves residentes e migratórias.

A primeira extensão de areia é chamada “meia praia” e ficou conhecida na canção de Zeca Afonso que conta a história da lutas das pessoas dali. Pescadores que saíram de Monte Gordo à procura de melhores condições e enfrentaram uma vida de luta sem esmorecer. No princípio as suas casas eram de colmo, depois as de lata eram carregadas às costas conforme subia a maré, até um dia serem transformadas em tijolos e argamassa ao som de canções que homens e mulheres cantavam na construção, em meio a pesca e a lida do dia, são os índios da meia praia.

A última estação de comboio/trem para esta região que atrai turistas do mundo inteiro, está em Lagos. Um parque de campismo pode viabilizar a hospedagem, a preços razoáveis para a região e ainda é possível comer um bom peixe, sardinhas e carapaus no restaurante Escondidinho, com sorte encontrarás o simpático Sr. Gilberto, daí a prosa alimenta o riso.

Lagos,-Portugal,-Costa-Sul
Barco,-Lagos,-Portigal
Praia-Dona-Ana,-Lagos
Prça-em-Lagos,-Portugal

Veja no mapa, a rota completa de nossa viagem a pé pela Costa Portuguesa

    Encontre aqui a melhor hospedagem para sua viagem e faça a reserva pelo nosso site.
    Booking.com