Uma paisagem selvagem de beleza dramática com pegadas de dinossauros fossilizadas ao lado de santuário fabuloso, num promontório da costa portuguesa cheio de caminhos para percorrer a pé. O que mais poderia faltar? História e lendas. Pois, há.

|Etapa 32
|Cabo Espinchel – Lagoa de Albufeira | 18 km

Ainda bem que há por lá, por onde também passa a GR11 E9, a Farinha Torrada (gastronomia local) para dá a energia que caminhar por este cabo exige.

Ao lado do farol já está e o mosteiro construído entre lendas, vestígios de antigas peregrinações e pegadas de dinossauros. Com uma arquitetura fascinante e uma ermita com uma peculiar arquitetura de influência árabe, para uma santa católica.

Já havíamos visto pegadas de dinossauros fossilizadas na etapa 14, de Salema ao Cabo São Vicente, Sagres  e no Cabo Espinchel elas fazem parte de  uma rota circular muito fácil de se percorrer. Segundo a lenda, algumas dessas pegadas são atribuídas a uma “mua” que conduzira a santa ao local da eremita, atual. O que seria uma mua é algo que não conseguimos explicação. O fato é que a santa atraiu tantos peregrinos que, uma grande estrutura fora construída para hospedá-los.

Na praia do Meco voltamos a ter as falésias emoldurando a costa e até uma inesperada “cascata” à beira-mar.

Para se instalar em um dos parques de campismos da Lagoa de Albufeira é preciso ter atenção ao limite de hora para entrada, o que o bonito pôr do sol pode impedi-lo.

A maré irá ditar a possibilidade de travessia pela praia para continuar o percurso, no dia seguinte.

EP 32(Cabo Espichel-Lagoa de Albufeira)3
EP 32(Cabo Espichel-Lagoa de Albufeira)37
Cabo Espinchel, Sesimbra

Veja no mapa, a rota completa de nossa viagem a pé pela Costa Portuguesa

    Encontre aqui a melhor hospedagem para sua viagem e faça a reserva pelo nosso site.
    Booking.com