Nem só de peixe se vive além do Sado. Desde um dos melhores mercados do mundo com os seus 5700 azulejos, a arte urbana representada entre as melhores 24 do mundo à serra da Arrábida repleta de encantos. Esta região vale todo o esforço para percorre-la a pé.

|Etapa 29
|Setúbal – Portinho da Arrábida | 12 km

Ir a Setúbal e não conhecer o Mercado do Livramento, é deixar de desfrutar de uma experiência fundamental, e se quer conhecer a cultura, não há outro igual. E se, em Portugal a gastronomia é um dos fortes atrativos culturais, em Setúbal o pilar de tudo isso é o peixe. Dentro do mercado um painel de 5700 azulejos, dão-nos a certeza que se trata de uma casa portuguesa, com certeza.

A serra da Arrábida é um verdadeiro santuário, cheio de mistério e fascínio. Seu terreno acidentado e de fortes desníveis exigem do caminhante, disposição e preparo. Percorrer esta região cercada de praias, devidamente protegidas pela serra, com suas águas transparentes, da-nos a certeza de estarmos num santuário e, a melhor tradução para o seu nome seja “local de oração”. Seguir sempre junto ao mar só é possível em maré baixa, apreciando as formas esculpidas nas rochas pelo mar. 

Ainda sobre praias eleitas as melhores, importantes e maiores, neste trajeto está a praia de Galapinhos, eleita a melhor praia da Europa. Um tesouro protegido pela Reserva Natural e pelo Parque Marinho Luís Saldanha.

Chegando ao portinho da Arrábida,  junto a praia do Creiro, vê-se ruínas de uma fábrica romana de salga de peixe e um balneário. O portinho é um santuário à parte, por ali e nas proximidades é muito comum avistar bandos de javalis, acostumados a escarafunchar os lixos e restos que os banhistas deixam como rastro.

Praia do Creiro

Veja no mapa, a rota completa de nossa viagem a pé pela Costa Portuguesa

    Encontre aqui a melhor hospedagem para sua viagem e faça a reserva pelo nosso site.
    Booking.com